quinta-feira, 25 de abril de 2013

Caminhada e... suadela!!


24 de abril de 2013 

Fazer a diferença

Tal como anunciado e previsto, decorreu a 7ª caminhada pela igualdade e liberdade na nossa cidade de Amarante, promovida pela Câmara Municipal de Amarante, através do projeto “A Par&Par” e pela Junta de freguesia de Fridão.
A noite estava agradavelmente primaveril. Uma temperatura amena e convidativa para uma caminhada noturna de, aproximadamente, 8 km. A concentração dos populares estava prevista para as 20.30h na Alameda Teixeira de Pascoaes, mesmo em frente à Câmara Municipal de Amarante. 
... em amena conversa
... com Manuela, Jaime e Davide 
O mentor desta iniciativa foi o nosso já bem conhecido, Jaime Pereira, o "dinossauro" do atletismo em Amarante e não só (um dia registarei aqui a sua história). Para apadrinhar a caminhada, convidou  Manuela Machado, uma das melhores atletas da maratona portuguesas. Uma pessoa extremamente simples e  bastante acessível, com quem tive o prazer de conversar durante algum tempo. Muito simpática e divertida, falou de algumas experiências suas enquanto atleta profissional, da sua situação atual como treinadora e toda a logística que envolve dinamizar e apoiar os futuros atletas que orienta. 
Elementos da Cerci... fantástico!
A mana continua a conversa
Antes da partida, tivemos oportunidade de assistir a um momento de teatro/dança com elementos da CERCI Amarante. Uns minutos encantadores onde a diferença se torna igualdade. 
Ladeada pelo Jaime e por alguns populares, a Manuela deu início à caminhada por volta das 21.15h, com destino à junta de freguesia de Fridão. 
A caminhar...
O carro da GNR seguia na frente para controlar os caminhantes e assegurar o sucesso do evento. Contudo, e como há pessoas que querem marcar pela diferença negativa, desrespeitaram o limite criado pelos agentes de segurança bem como o cordão humano que se criou na linha da frente. As pessoas deveriam entender que é uma questão de segurança e de respeito de quem organiza. Uma caminhada não é uma competição. É convívio  é participação, é animação, é um passeio salutar. Não há pódio nem primeiros lugares. 
A ambulância...
Além desta situação, houve também quem se lembrasse de chamar uma ambulância alegando que alguém se estava a sentir mal. Segundo informações dadas no final da caminhada, não passou de uma informação falsa.  Não houve mal estar algum, todos os participantes terminaram bem, mas obrigar uma ambulância a deslocar-se por uma brincadeira de mau gosto, é muita infantilidade e uma atitude reprovável. 
À exceção destes "senãos", a caminhada foi muito agradável e divertida. O percurso foi praticamente o mesmo que eu e o meu grupo de atletismo costumamos fazer em dias de treino. Uma sensação estranha surgiu ao realizá-lo a caminhar. Eu e o Davide não conseguimos evitar alguns comentários alusivos a determinados momentos do percurso e brincamos com analogias do treino/caminhada. Tentamos manter-nos juntos com alguns colegas de corrida, mas, com a empolgação das subidas, ficámos só eu o Davide e a minha irmã.
Uma caminhada desta natureza está ao alcance de qualquer pessoa além das vantagens que lhe estão inerentes:
  •  um percurso agradável;
  •  fornecimento de água em alguns pontos do percurso;
  • oportunidade de colocar as pernas em movimento sem grande esforço;
  • ocasião de reencontrar amigos ou conhecidos;
  • conviver, caminhar ao luar, conversar, divertir, ouvir música ;)...
  • apanhar uma suadela!!! 
Uma infinidade de aspetos positivos que juntou inúmeros aderentes a este evento.

Na 8ª edição aguardamos muitos mais caminhantes e ainda mais diversão.
Obrigada ao Davide, à minha mana (Anabela), ao Jorge Cerqueira pela companhia e diversão, ao longo do percurso, e a todos conhecidos que fui encontrando pelo caminho!
Obrigada Jaime Pereira, por esta magnífica iniciativa!
Obrigada Manuela Machado, por nos ter dado a oportunidade de a conhecer e de a ter na nossa Amarante!

Sem comentários:

Publicar um comentário